• Home
  • Saúde
  • Prefeitura finaliza compra de equipamento que faltava para concluir AME de Taubaté
| 173

Prefeitura finaliza compra de equipamento que faltava para concluir AME de Taubaté

NOVELA
Prefeitura finaliza compra de equipamento que faltava para concluir AME de Taubaté
Equipamentos complementares para o sistema de ar condicionado do centro cirúrgico custarão R$ 400 mil e devem ser instalados em 90 dias; na sequência, prédio poderá ser entregue pela Prefeitura ao Estado

Da Redação
Publicado em 28/09/2021 às 21:07
Atualizado há 28/09/2021 às 21:07

O prefeito José Saud (o primeiro à esquerda) em visita técnica ao prédio do AME de Taubaté (Divulgação/PMT)
O prefeito José Saud (o primeiro à esquerda) em visita técnica ao prédio do AME de Taubaté (Divulgação/PMT)

Após três meses, a Prefeitura de Taubaté concluiu a licitação para adquirir equipamentos complementares para o sistema de ar condicionado do centro cirúrgico do AME (Ambulatório Médico de Especialidades).

O edital foi lançado no fim de junho e a sessão do pregão eletrônico ocorreu em 14 de julho, mas desde então a Prefeitura analisava recursos apresentados pelas empresas concorrentes.


Após o julgamento dos recursos, a empresa vencedora foi a Summer Cool Projeto, que assinará contrato no valor de R$ 400 mil – o valor máximo do edital era R$ 415 mil.

Do lado da Prefeitura, a compra do equipamento é a última etapa antes da entrega do prédio para o governo estadual. Após a assinatura do contrato, o que deve ocorrer em outubro, a empresa terá 90 dias para concluir a instalação.

Depois disso, para poder colocar em funcionamento a unidade, caberá ao Estado concluir a contratação da OS (Organização Social) que irá administrar o AME.


Em visita a Taubaté em junho, o governador João Doria (PSDB) afirmou que a unidade será inaugurada em janeiro de 2022.

NOVELA.

Realizada pela Prefeitura, com recursos do Estado, a obra do AME foi iniciada em agosto de 2015 e deveria ter sido finalizada em agosto de 2016. O serviço, que custaria R$ 10,4 milhões, já passou para R$ 14,892 milhões – isso inclui a construção do Centro de Reabilitação Lucy Montoro, que não tem data para ser inaugurado.






  • Fontes: O VALE

Últimas Notícias