| 53

BOM

*BREVIÁRIO MAÇÔNICO*

25 de fevereiro

É palavra derivada de BEM, que tem vários significados, como a parte positiva de um comportamento; a dádiva ou benesse; é uma virtude e a parte que mais se destaca do dualismo: "bem e mal".
A Bondade é inata no indivíduo comum e normal, pois dificilmente se pode cultivá-la.
Depende, porém, de muitos fatores; diríamos que o principal é a saúde mental e física, sob todos os aspectos; uma pessoa carente dificilmente será bondosa.
A liberdade é outro fator relevante; o próprio animal, quando preso, transforma-se em ser agressivo, irritado e mau.
Certa feita, um discípulo chamou Jesus de "bom Mestre", o que suscitou de sua parte um comentário sábio: "Por que me chamas de bom? Só há um bom, que é o Senhor".
Portanto, podemos afirmar que a bondade é um atributo divino.
Ser bom seria o natural do homem, porque quem o criou desejou criar algo perfeito e definitivo, porém fatores estranhos alimentaram os aspectos negativos com maior cuidado, deixando o bem em um lugar secundário.
A Iniciação maçônica pode transformar o ser humano e despertar dentro de si a virtude que jazia aprisionada. Um renascimento como é a Iniciação dará uma nova personalidade onde as virtudes positivas afloram.

Breviário Maçônico / Rizzardo da Camino.






  • Fontes: GRUPO GI APR