| 66

*A PROVIDÊNCIA*

*BREVIÁRIO MAÇÔNICO*

22 de outubro

Considera-se o vocábulo em dois sentidos: o suprimento de bens, quando alguém providencia para a sua aquisição; e o que providencial, ou seja, que nos vêm por meio de uma força superior, que no caso será Deus.
Em uma linguagem comum, a providência significa o que nos vem de favor, por intermédio daquele que é onisciente e que não deixa a sua criatura desamparada.
Essa providência cuida que os pássaros tenham alimento e que os lírios do campo tenha vistosa “vestimenta” – Então como não há de cuidar dos elementos mais valiosos da Natureza, que somos nós?
Aqueles que se acanham em reconhecer a existência de Deus, sem se declararem ateus, têm como divindade a providência; seu Deus é aquele que tudo provê, portanto trata-se apenas de uma questão de vocábulo.
A providência tem dois caminhos na sua via; aquele que vem a nós, de forma segura, posto que misteriosa, e aquele que vai “aos outros”, sob o manto da caridade.
O maçom deve aceitar ser um “instrumento”; Deus o usa para prover os que necessitam de bens materiais.
A doação abrange os bens materiais como os sociais; uma palavra amiga de conforto, um conselho, um amparo, isso caracteriza também o providencial.

Breviário Maçônico / Rizzardo da Camino, - 6. Ed. – São Paulo. Madras, 2014, p. 314.






  • Fontes: GRUPO GI APR