| 71

É comum aprendermos mais nas horas difíceis

REFLEXÃO DO DIA
23.09.20

Quase sempre, consideramos que os acontecimentos estão a nosso favor ou contra nós. São favoráveis os que trazem saúde, beleza, dinheiro, recursos e alegrias. E desfavoráveis os que trazem preocupações, doenças, desastres, prejuízos e tristezas.

Mas, tal linha de pensamento não resiste a duas simples perguntas: Quantas pessoas ressurgem melhores depois do sofrimento? E quantas nada melhoram com a boa vida? As respostas estão dentro de cada um de nós.

É comum aprendermos mais nas horas difíceis. Os otimistas com maior facilidade, pois, permitem que a mente e o coração se fortaleçam com os acontecimentos, sejam quais forem. Não se lastimam e estão sempre a agradecer, por qualquer mínimo que consigam. Eles sabem que tudo que está aí é para o nosso benefício.

Nas horas em que não se realiza o que queremos, em que as dores não se vão, em que estamos numa sofrida indecisão, ou nas horas em que necessidades agudas estão presentes, lembremos de que tudo isso são novas chances e oportunidades, são lições de vida para o nosso aprimoramento.

As contrariedades são como remédios amargos que fazem bem. O sofrimento de agora é a cura de amanhã. Ao passarmos pelas dificuldades, estamos adquirindo forças para chegarmos ao destino, alcançando os nossos objetivos.

Com esta quarta-feira, iniciemos um foco maior na certeza de que, a nossa autoconfiança cresce sempre, quando vemos benefícios em tudo que está ao nosso redor. Sejamos otimistas!







Mais Fotos

  • Fontes: HÉCTOR GUERRERO