• Home
  • Emprego
  • Funcionários de metalúrgica fazem paralisação após corte na PLR em Pinda Segundo o sindicato, houve redução de 50% do valor acordado anteriormente
| 57

Funcionários de metalúrgica fazem paralisação após corte na PLR em Pinda Segundo o sindicato, houve redução de 50% do valor acordado anteriormente

Na manhã desta quarta-feira (29), funcionários de uma metalúrgica de Pindamonhangaba fizeram uma paralisação em protesto a redução no valor da PLR (Participação nos Lucros e Resultados).

De acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos de Pinda, cerca de 800 trabalhadores atrasaram a entrada no turno em uma hora. Eles reivindicam a manutenção do valor da PLR, que teria sido cortado em 50%.

Segundo o sindicato, o valor da participação nos resultados era de 2,7 vezes o salário – sendo que parte é pago em agosto e o resto em maio do próximo ano. Porém, a empresa informou que pagará 0,55 vezes o salário na parcela de agosto por conta de impactos da pandemia.

De acordo com o presidente do sindicato, André Oliveira, a produção da empresa não teria caído ao ponto de justificar o corte de metade do benefício. Ainda de acordo com informações do sindicato, no último relatório financeiro da empresa, o Ebitda (Lucros antes de juros e impostos) da empresa teve alta de 7% sobre o ano anterior.

“Em julho [a produção] aumentou, agosto vai chegar no pico de 51 mil toneladas de alumínio e a previsão é de produção cheia até abril do ano que vem. Mesmo assim, a empresa insiste em manter essa condição”, disse André por nota.

Também em nota, a empresa Novelis disse que, durante a pandemia, decidiu manter a contratação de todos os postos de trabalho. Contudo, precisou adotar uma série de medidas para redução de custo “como congelamento de novas contratações e serviços de terceiros não essenciais, bem como redução do bônus dos executivos e PPR de seus profissionais”.






  • Fontes: MEON

Últimas Notícias


Notícias relacionadas